Mulheres no esporte – em busca da igualdade, sem prorrogação

No dia 8 de março, Dia Internacional das Mulheres, a Embaixada da França promoveu uma mesa redonda para discutir a presença das mulheres no esporte e os avanços e desafios na busca pela igualdade de gênero. O debate contou com a participação de mulheres que vivenciam o esporte cotidianamente e compartilharam suas experiências e evolução de suas carreiras.

Participação feminina nos Jogos Olímpicos

As mulheres participaram pela primeira vez dos Jogos Olímpicos em Paris, em 1900, e desde então, a presença feminina tem crescido. O percentual de mulheres foi de apenas 9% nos Jogos de Los Angeles de 1932, chegou a 45% nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, e atingiu seu maior índice, 48,8%, em Tóquio 2020.

Desafios enfrentados pelas mulheres no esporte

Apesar dos avanços, as condições para homens e mulheres se dedicarem ao esporte de alto rendimento ainda não são igualitárias. A cada edição dos Jogos Olímpicos, temas como remuneração desigual para esportistas profissionais, menor interesse dos patrocinadores, assédio no meio esportivo e diferença entre os uniformes das equipes femininas e masculinas são levantados.

Mesa redonda da Embaixada da França

A Embaixada da França convidou um time de quatro mulheres que vivenciam o esporte de maneira estreita para uma discussão franca e profícua. O grupo é composto por duas atletas olímpicas, uma ex-atleta e uma dirigente esportiva:

  • Amanda Bueno Netto Simeão Rodrigues, esgrimista, participou dos Jogos Olímpicos de 2016
  • Jady Martins Malavazzi, campeã paraolímpica de ciclismo
  • Luisa Parente, ginasta multimedalhista e Secretária Nacional da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem
  • Mariana Miné, Diretora da Confederação Brasileira de Rugby

O debate foi mediado por Gabriela Moreira, jornalista especializada na cobertura esportiva, repórter e apresentadora do SporTV. O evento contou com a participação de atletas, ex-atletas, dirigentes esportivos, ONGs e agentes públicos da área do esporte. A Embaixada da França abriu o evento, que contou com a participação da Embaixadora da Delegação Europeia no Brasil e uma mensagem da Embaixadora francesa para o Esporte. A mesa redonda foi transmitida ao vivo pelo Instagram da Embaixada da França.

Conclusão

O debate promovido pela Embaixada da França é um passo importante na busca pela igualdade de gênero no esporte. É fundamental continuar discutindo e enfrentando os desafios que ainda existem para que as mulheres possam ter as mesmas oportunidades e condições que os homens no esporte.

Deixe um comentário

Oi! 😊 Seu apoio é essencial para manter nosso site incrível. Poderia doar qualquer quantia? Cada gesto é como um abraço virtual, ajudando-nos a continuar criando conteúdo que amamos. Agradecemos do fundo do coração por fazer parte desta jornada conosco! 💙

QR CODE PIX

CHAVE COPIA E COLA:

00020101021126580014br.gov.bcb.pix01368201dc13-e735-46ee-b814-84b96fe4b9675204000053039865802BR5921FRANCISCO A A DE LIMA6008GROAIRAS62070503***63047AE5

Rolar para cima