Qual a forma correta: “ela mesma” ou “ela mesmo”?

A língua portuguesa pode gerar muitas dúvidas e uma delas é a escolha correta entre “ela mesma” ou “ela mesmo”. Neste post, vamos esclarecer qual é a forma correta e as razões para ela ser assim.

A forma correta: “ela mesma”

A forma correta é sempre “ela mesma”, pois a palavra “mesma” é um pronome reflexivo que indica que a ação do verbo se volta para o próprio sujeito.

O pronome reflexivo é utilizado para enfatizar que o sujeito é o agente da ação, como em “ela fez a tarefa ela mesma”, em que se enfatiza que foi ela quem fez a tarefa.

O erro comum: “ela mesmo”

O erro mais comum é utilizar “ela mesmo”, que está incorreto gramaticalmente. Isso ocorre porque, em algumas situações, o pronome reflexivo pode aparecer antes do verbo, e nesses casos, é comum que o gênero do pronome seja ajustado segundo o gênero do sujeito.

Por exemplo, em “ele mesmo fez a tarefa”, o pronome “mesmo” aparece antes do verbo “fez” e concorda em gênero com o sujeito “ele”.

Porém, no caso de “ela mesma”, o pronome reflexivo não aparece antes do verbo, e portanto, não há necessidade de concordância em gênero. A forma correta, portanto, é sempre “ela mesma”.

Utilização do pronome reflexivo em outras situações

Além de “ela mesma” e “ele mesmo”, há outras situações em que os pronomes reflexivos podem aparecer antes do verbo e concordar em gênero com o sujeito.

Isso ocorre quando o pronome é usado para dar ênfase ou para se referir a uma ação que já foi mencionada anteriormente.

Por exemplo:

  • “Eu mesma fiz o bolo” (ênfase no fato de que foi “eu” quem fez o bolo)
  • “A Maria trouxe a pizza e a Ana mesma trouxe o refrigerante” (referência à ação da Maria, enfatizando que a Ana também trouxe algo)

Nesses casos, a concordância em gênero ocorre porque o pronome reflexivo é utilizado como um pronome substantivo, ou seja, como um substantivo que se refere ao sujeito da oração.

A concordância de gênero nos pronomes possessivos

Além da concordância dos pronomes reflexivos, a concordância de gênero também é importante nos pronomes possessivos.

Os pronomes possessivos concordam em gênero e número com o substantivo a que se referem. Por exemplo:

  • “O livro é meu” (singular masculino)
  • “A caneta é minha” (singular feminino)
  • “Os livros são nossos” (plural masculino)
  • “As canetas são nossas” (plural feminino)

Conclusão

Em resumo, a forma correta é “ela mesma”, e a utilização de “ela mesmo” está incorreta gramaticalmente. É importante prestar atenção à concordância dos pronomes reflexivos e evitar esse tipo de erro para uma comunicação clara e correta em língua portuguesa.

Espero ter esclarecido as dúvidas sobre este tema. Se você tiver outras dúvidas relacionadas à língua portuguesa, fique à vontade para deixar um comentário abaixo e eu ficarei feliz em ajudá-lo!