Teoria dos Sete Graus de Separação: Entendendo a Conexão entre Todos Nós

Tempo de leitura estimado 3 min de leitura

A teoria dos sete graus de separação é um conceito que afirma que todas as pessoas do mundo estão conectadas entre si por uma rede de seis conexões intermediárias, ou seja, seis graus de separação.

Essa teoria sugere que, se pudéssemos mapear todas as nossas conexões, descobriríamos que todos estamos a apenas algumas conexões de distância um do outro.

Anúncio

Mas como essa teoria surgiu e qual é a sua importância?

Origem da Teoria dos Sete Graus de Separação

A teoria dos sete graus de separação foi formulada pela primeira vez em 1929 pelo escritor húngaro Frigyes Karinthy em um ensaio chamado “Chains”.

Karinthy propôs a ideia de que todas as pessoas do mundo poderiam estar conectadas umas às outras por uma cadeia de conhecidos que não ultrapassasse sete pessoas.

Como a Teoria Funciona

A teoria dos sete graus de separação sugere que, se pudéssemos mapear todas as nossas conexões, descobriríamos que todos estamos a apenas seis graus de separação um do outro.

Por exemplo, se você conhece alguém que conhece alguém que conhece alguém que conhece alguém que conhece alguém que conhece a Rainha da Inglaterra, então você está a seis graus de separação da Rainha.

Importância da Teoria dos Sete Graus de Separação

A teoria dos sete graus de separação é importante porque sugere que estamos todos mais conectados do que pensamos.

Mesmo que não conheçamos pessoalmente a maioria das pessoas no mundo, é provável que conheçamos alguém que conheça alguém que conheça alguém que conheça a pessoa com quem queremos nos conectar.

Isso pode ser especialmente útil em redes sociais e em outras plataformas online, onde podemos nos conectar com pessoas em todo o mundo com apenas alguns cliques.

Críticas à Teoria dos Sete Graus de Separação

Embora a teoria dos sete graus de separação seja amplamente aceita, algumas pessoas questionam a sua validade.

Alguns críticos argumentam que, em um mundo cada vez mais conectado, o número de graus de separação pode ter diminuído para apenas três ou quatro.

Outros argumentam que a teoria não leva em conta diferenças culturais e linguísticas que podem dificultar a conexão entre pessoas.

Conclusão

A teoria dos sete graus de separação sugere que todas as pessoas do mundo estão conectadas umas às outras por uma rede de seis conexões intermediárias.

Embora algumas pessoas questionem a validade da teoria, ela ainda é amplamente aceita e pode ter implicações importantes para a forma como nos conectamos e nos relacionamos uns com os outros.

Você também pode gostar:

+ Não há comentários

Adicione o seu